Cadeira de palha

A oportunidade que me é dada pela experiência (pessoal) de viver é tão única e sublime que palavras, algumas, talvez nem uma ou duas, podem enredar o meu viver!

Por vezes, o apego me pega e penso:

– Tenho, eu, algum direito de algo, ter?

E uma voz interna me diz:

– Pra quê?

E aí, deixando a voz de lado, eu mesma começo a pensar:

– O que o estático do TER me fortalecerá?

E  o bate-papo interno, segue.

Eu, novamente me pego a pensar:  

– Não será isso que tenho (um desejo) inerte (aí já se paralisa) de ME apossar?

Lá vem meu parceiro amigo, do meu interior, questionar:

–  Apossar-se de quê? De quem? De SI mesmo? E TU lá é algo a se TER?

E eu lembro… Quão orgânica sou… Um ser humano a viver. Tenho tantos pensamentos que por ora, às vezes, no prazer, os deixo de ter!

Ah… Que deleite não pensar.

E não os tendo, não os possuo. E se não os possuo, não me prendo, não me aprisiono.

E como não me aprisiono (nem dos meus próprios pensamentos) como pode, EU MESMA, querer ter algo, se sou apenas um momento?

Um corpo que vive, se esmorece, principia e finaliza em si mesmo. Em pleno estar! E ser…

E sabe se lá o que mais “havera” de viver.

E me sinto latente, quando lembro dos idosos nas cidades pequenas, sentados em cadeiras de palha.

A cadeira se molda ao nosso modo de sentar. Todo dia, no mesmo modus, a observar.

Posso eu, querer ser aquela cadeira?

Não. Prrefiro ser o SER a estar.

Julia Scheibel

Mestre em Comunicação com ênfase em Com. Organizacional. Possui MBA em Gestão da comunicação nas Organizações e graduação em Propaganda e Marketing pela Universidade Paulista (2003) com certificado de honra ao mérito pelo projeto Experimental RANTEC - Tecnologia em Ranicultura. Atuou nas áreas de comunicação das instituições públicas: Ministério da Educação, na Secretaria de Ensino Médio e Tecnológico pelo Programa PNUD, na Assessoria de Comunicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e no Ministério da Cultura. Há 10 anos no Sistema Indústria, iniciou na Gerência de Relações Públicas em organização de eventos de grande porte, gestão de softwares e projetos de relacionamento e hoje atua na gestão orçamentária, planos de ações, pareceres sobre pesquisas e gestão da comunicação da Diretoria de Comunicação do Sistema Indústria - CNI, SESI, SENAI. Atua também, como atendimento às entidade, na gestão e coordenação das apresentações diferenciadas dos Diretores e Presidência do Sistema Indústria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *