Beija-flor

 

Beija-flor

Que acorda o dia

Me acorda

O despertar interior

Me leva e eleva

Para o suave frescor

Do vento, do amor

Que tenho eu, medo do terror, das sombras, do meu mundo interior?

Eis aqui, o néctar do amor

Condição primordial para enxergar

Luz na sombra, Luz Divina

Em uma existência leve e com frescor

Na velocidade do bater das asas

Dessas terras do Senhor

Venha aqui, beija-flor,

Sentir sua leveza tamanha

És capaz de resgatar, minha prece interior

Venha aqui, beija-flor,

Tocar a flor

E tocar meu chackra do amor

Pois somos uno

Somos muitos

Eu, tu, e a flor

Que beijas com amor.

Beija-flor

Julia Scheibel

Mestre em Comunicação com ênfase em Com. Organizacional. Possui MBA em Gestão da comunicação nas Organizações e graduação em Propaganda e Marketing pela Universidade Paulista (2003) com certificado de honra ao mérito pelo projeto Experimental RANTEC - Tecnologia em Ranicultura. Atuou nas áreas de comunicação das instituições públicas: Ministério da Educação, na Secretaria de Ensino Médio e Tecnológico pelo Programa PNUD, na Assessoria de Comunicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e no Ministério da Cultura. Há 10 anos no Sistema Indústria, iniciou na Gerência de Relações Públicas em organização de eventos de grande porte, gestão de softwares e projetos de relacionamento e hoje atua na gestão orçamentária, planos de ações, pareceres sobre pesquisas e gestão da comunicação da Diretoria de Comunicação do Sistema Indústria - CNI, SESI, SENAI. Atua também, como atendimento às entidade, na gestão e coordenação das apresentações diferenciadas dos Diretores e Presidência do Sistema Indústria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *