Mertiolate do amor

Preciso de um tempo
Inputs de outputs
Mais vazio pro preenchimento…

Porque o que cobre, às vezes,
Fere mais do que a ausência
De sentimentos.

Não sou mertiolate!
Pra cura dos males
Do coração de outrem…

Chego a ser esteio
Como um ninho, fios entrelaçados
Aguardando o tempo exato
Para o vôo alçado

Por favor:
– Curem o coração!
O remédio pra dor
Não pode ser outro amor…

O que envolve amor, dor, ardor
Não faz o bem
No ciclo da emoção

Dor de amor
Melhor remédio não há
O antídoto é o mesmo
Mais da dose de amor
Só que por si só, estar

Agora, não nos junte,
Nós, por ora
Necessário
Desatar

Julia Scheibel

Mestre em Comunicação com ênfase em Com. Organizacional. Possui MBA em Gestão da comunicação nas Organizações e graduação em Propaganda e Marketing pela Universidade Paulista (2003) com certificado de honra ao mérito pelo projeto Experimental RANTEC - Tecnologia em Ranicultura. Atuou nas áreas de comunicação das instituições públicas: Ministério da Educação, na Secretaria de Ensino Médio e Tecnológico pelo Programa PNUD, na Assessoria de Comunicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e no Ministério da Cultura. Há 10 anos no Sistema Indústria, iniciou na Gerência de Relações Públicas em organização de eventos de grande porte, gestão de softwares e projetos de relacionamento e hoje atua na gestão orçamentária, planos de ações, pareceres sobre pesquisas e gestão da comunicação da Diretoria de Comunicação do Sistema Indústria - CNI, SESI, SENAI. Atua também, como atendimento às entidade, na gestão e coordenação das apresentações diferenciadas dos Diretores e Presidência do Sistema Indústria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *